Artigos

Acompanhe as dicas e orientações de nossa
equipe médica para manter a sua saúde em alta!

Artigos

Você certamente já deve ter visto um idoso ou uma idosa com veias saltadas nos joelhos ou nas panturrilhas, ou então fotos de varizes, ou veias varicosas. Em suma, as varizes são veias dilatadas, tortuosas e desgastadas que chamam a atenção por serem bastante visíveis. Elas se formam a partir da insuficiência em bombear o sangue das extremidades do corpo para o coração e depois para o pulmão, um problema que pode ser desencadeado por inúmeros motivos, como ficar sentado ou em pé durante muito tempo, por exemplo.

Quais são os sintomas?

A princípio, o problema das varizes está ligado à questão estética, isso porque em muitas pessoas elas são bem visíveis e podem causar estranheza ou afetar o lado emocional de uma pessoa. Entretanto, com o avanço da doença (sem tratamento) os sintomas mais perceptíveis podem se manifestar. É o caso de dor e sensação de peso nas pernas, que pode aumentar durante a noite; inchaço na região de pés e joelhos; ou coceira sobre a veia afetada. Outra possibilidade são os sintomas das varizes inflamadas, também chamadas tecnicamente de flebites, que podem causar dor excessiva e, em casos excessivamente graves, trombose profunda ou embolia pulmonar.

Em casos sérios da doença, as varizes podem causar acúmulo de líquido e inchaço na região das pernas, seja pelo paciente permanecer muito tempo sentado ou muito tempo em pé; além de alteração na cor da pele das pernas e uma aparência mais seca ou esticada. Nas mulheres, esses sintomas podem se tornar piores antes do período menstrual ou durante a gravidez.

O que causa as varizes na perna?

A função das veias é levar o sangue de uma extremidade à outra do corpo humano, tanto para entregar nutrientes como para efetuar a troca do gás carbônico por oxigênio no pulmão, e no sentido contrário ao da gravidade, quando vai das extremidades para o coração. As varizes ocorrem quando há insuficiência do sistema circulatório em bombear o sangue das pernas e braços.

Para impedir o retorno do sangue às extremidades, existem válvulas dentro das veias que fazem esse controle, só que com o tempo elas sofrem desgaste e se tornam obsoletas, formando acúmulo de sangue e aumentando a pressão para que ele seja bombeado. E é neste momento que as varizes ficam bastante evidentes.

Só as pernas podem desenvolver varizes?

Não. Embora elas apareçam normalmente nas pernas, também podem aparecer em outras partes do corpo (inclusive é muito comum a ocorrência de varizes internas). Especialmente nas mulheres, ocorre um tipo menos conhecido: são as chamadas varizes pélvicas, que podem afetar as veias ao redor do útero, ovário, trompas e, por vezes, surgir na região dos genitais. Nem tão próximas das pernas, podem estar localizadas as chamadas varizes esofágicas que podem se desenvolver tanto nos homens como nas mulheres e surgir em pessoas com doenças hepáticas avançadas, como a cirrose.

Existe grupo de risco para desencadear varizes?

Existem sim. As pessoas mais propensas a ter varizes são idosos, mulheres, pessoas com sobrepeso, que trabalham muito tempo de pé ou excessivamente sentadas, usuários de terapias hormonais, ou mulheres que já tiveram várias gestações. E além deste grupo de risco, há também hábitos como sedentarismo, tabagismo e alcoolismo (pois o álcool alarga as veias) que podem estar associados a um quadro de varizes.

No entanto, há a possibilidade da predisposição genética, então pergunte para seus familiares, procure se informar se algum parente seu tem ou teve varizes. Embora o fator genético exista, mudar alguns hábitos pode influenciar positivamente, evitando o surgimento de varizes.

O que fazer para evitar varizes?

Antes mesmo de pensar em remédio para varizes ou em fazer cirurgia de varizes, é possível pensar em algumas mudanças de hábitos para evitar o desenvolvimento delas. Embora sejam mudanças permanentes no estilo de vida, vale apena insistir, pois estas irão beneficiar outras áreas da vida também. Interromper o tabagismo é uma delas, pois os componentes do cigarro fazem o sangue ficar mais viscoso. Procurar obter uma vida menos sedentária, praticando exercícios físicos também auxiliam na circulação sanguínea.

A obesidade também pode prejudicar o sistema circulatório por conta da pressão que a gordura abdominal exerce sobre a circulação do sangue, muito embora dieta balanceada e exercícios físicos regulares possam diminuir drasticamente as chances de ter varizes.

Buscando tratamento para varizes

Em geral a doença aparece muito antes dos sintomas se manifestarem, então busque um médico de varizes, que pode ser um cirurgião vascular ou angiologista. Muitas pessoas costumam buscar tratamento para varizes quando elas já apresentam os sintomas, então faça uma lista com eles e tenha em mãos o histórico médico familiar, além de ter sintetizada rotina e hábitos.

Geralmente com um exame físico o médico pode avaliar o desenvolvimento das varizes, mas para que o diagnóstico seja bom, ele deve pedir uma série de exames, como um ultrassom Doppler colorido. Com o diagnóstico em mãos, o médico de varizes vai poder explicar ao paciente as opções de tratamento. Como a presença de varizes pode ser desprovida de sintomas, as soluções podem visar mais a melhora estética do que a prevenção de problemas futuros.

Qual o melhor remédio para varizes?

O melhor remédio para varizes deverá ser determinado pelo médico de varizes, pois cada caso é um caso e nem sempre um medicamento que foi eficiente em um paciente terá o mesmo resultado em outro. Vale salientar que a automedicação deve ser evitada a todo o custo, pois pode tanto ser ineficaz como acarretar em outros problemas.

A presença das varizes pode ser evitada com pequenas mudanças. Portanto, o melhor remédio para varizes antes de os sintomas surgirem é manter uma alimentação balanceada; beber quantidades suficientes de água; praticar atividade física (como caminhar ou andar de bicicleta); evitar tabagismo, o alcoolismo e uma vida sedentária; além, é claro, de buscar um médico especialista em varizes. Permanecer longos tempos em pé ou sentado deve ser evitado, e para o caso de pacientes que exerçam profissão que exija ficar muito tempo em pé, o uso de uma meia ortopédica pode ser recomendável.

Sem dúvida, um dos tratamentos mais comuns para a remoção das varizes é a aplicação, que pretende secar os vasinhos. Existem várias opções disponíveis, como aplicação de espuma, de glicose ou até mesmo de laser. Estes procedimentos podem ser feitos no próprio consultório e são indolores.

No entanto, em caso de varizes mais graves, o mais indicado pode ser uma cirurgia para retirada das varizes. Ela é realizada em até duas horas e visa retirar o vaso afetado. A recuperação dela envolve permanecer 15 dias em repouso e, pelo menos, um mês sem praticar atividades físicas.

Centro Médico Berrini

Rua Hilário Furlan, 107
Brooklin - São Paulo - SP
CEP: 04571-180

Clique aqui para visualizar o mapa

Horário de funcionamento

Consultas
Segunda a sexta - Das 8:00 as 20:00h

Exames
Segunda a sexta - Das 8:00 as 18:00h
Sabado - Das 8:00 as 12:00h

Novidade!

Agora temos convênio com estacionamento no nº 63 de nossa rua!!